My weight loss progress

22 de janeiro de 2007

Caga e senta em cima.

Sexta fiquei trabalhando num freela e perdi a hora de ir pra academia.
Sábado acabei não indo também, além de domingo, que não abre.
E finalmente, segunda-feira, dia em que deveria suar em dobro pra recuperar o pique, fiquei com a bunda na minha cadeira nova, que comprei domingo no C&C do Lar Center.

Minha babai não pára de me encher o saco, se candidatando a uma voadora na cara. Ele é um intrometido que AMA dizer que eu preciso de "psicólogos" sendo que ele não trata a própria "esquizofrenia" e o TOC, que se recusa a enxergar. Desde que me conheço por gente ele tem o dom de me horrorizar com suas manias. Entre elas: colecionar jornais velhos até formar pilhas catastróficas no meio da sala (e brigar com empregadas, faxineiras e com quem mais se atrever a jogar fora o jornal sagrado de 5 anos atrás, já amarelado, sem ele ter lido tais "importantíssimas notícias", sem as quais não poderá viver em paz); colocar papelzinho entre o interfone de casa e a orelhona, pra não pegar germes, e não deixar ninguém usar o aparelho de telefone sem fio pessoal, pelo mesmo motivo, os malvados germes; lavar a mão de 5 em 5 minutos, mesmo que tenha pego apenas numa maçaneta inofensiva; comprar apenas livros de auto-ajuda em toda sua vida (70 anos de Carnegie a Lair Ribeiro, todos os livros que ensinam a ficar rico e feliz) e ser incapaz de ler um único volume do início ao fim (ele agora dorme já no índice com o livro aberto e não lê nada, mas continua comprando livros. De auto-ajuda, é claro); mijar numa garrafa de amaciante Confort pra não ter que ir no banheiro durante a noite (é a coisa mais nojenta do planeta); ser incapaz de comprar até as próprias cuecas e meias, mesmo usando trapos rasgados e transparentes (sobra pra mim, que não agüento ver dantescas aparições em tais trajes sem vomitar); entre outras pérolas magníficas que eu não contarei porque ninguém acreditaria mesmo.

E depois eu sou maluca porque passo o dia em frente ao meu computador, que entre outras coisas, é também minha forma de trabalho! Arrá!
Mas é claro que, convivendo com um pai doido desses eu preciso e muito de psicólogos, psiquiatras, barbitúricos e toda sorte de antidepressivos e válvulas de escape.

Puta que pariu!
Eu adoraria fazer terapia. Percebam: para uma pessoa louca, ir a psicólogos é coisa exclusiva para loucos, e todos são loucos ao redor, menos ela própria. Huahaha! É uma merda federal.


EU NÃO AGÜENTO! Só posso rir disso tudo...
Peço apenas que me avisem se eu começar a ficar assim, porque aí eu me interno de uma vez. Ou me mato, qualquer coisa que poupe a humanidade de conviver com algo cheio de manias. Acho que por enquanto as minhas são poucas e inofensivas. (MEDA)

Marcadores: , , ,

2 Comments:

  • At 9:46 AM, Blogger Katia said…

    Hahahahahahahahahaha!
    Sem sombra de dúvidas este é o blog mais engraçado e divertido da Internet!!!

    Tô passando mal de dar risada aqui!!!

     
  • At 5:01 PM, Anonymous Anônimo said…

    Você descreveu o MEU pai... acho que somos irmãs...

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Ouvindo recentemente:

Last FM last played chart

Metas 2008

1) 72kg
2) 68kg
3) 64kg
4) 59kg

Blogs

Links

Minha estante:

Posts anteriores

Arquivos